Dia Internacional da Mulher

Liberdade, prazer, desafio, superação. É o que elas procuram na escalada de montanhas, em trilhas que passam por florestas fechadas, em rios, cachoeiras e em manobras arriscadas. Sim, elas: mulheres. Ainda há quem pense que esportes de risco é coisa de homem, mas engana-se. Afinal, viver a vida de forma radical é o que muitas mulheres também buscam, sem abrir mão, é claro, da sensibilidade e da feminilidade.

Confira na foto as minas que representam muito bem o #‎BMFgirl.

BMFgirls
Ana Luiza, Ka Albanesi e Teca Lobato living that BMFlifestyle
dia da mulher
Luana Campos / Nana Nas

Parabéns a todas as mulheres em especial a nossas mães e a todas as que praticam algum esporte radical. Independente do que façam, fazem com amor, garra e determinação.

Keep #BMFing Y’all

Letícia Bufoni – Fotos Canal OFF

Mais verde e amarelo na final do SLS 2015 Chicago

kelvin hoefler leticia bufoni

Foi marreta e deu Brasil na grande final do Street League Nike SB Super Crown World Champions 2015 em Chicago.

Ao total competiram 4 skatistas brasileiros sendo 2 no masculino (Luan e Kelvin) e 2 no feminino (Letícia e Pâmela) participando dessa grande final do SLS 2015.

Na categoria masculina os dois brasileiros competiram com os grandes nomes do skateboard mundial: Nyjah Huston, Chaz Ortiz, Paul Rodriguez, Shane O’Neill, Cody McEntire e Chris Cole. Mas foram os próprios brasileiros que levaram o primeiro1º lugar (Kelvin Hoefler) e terceiro 3º lugar (Luan Oliveira), Kelvin que vinha mostrando bons resultados durante os campeonatos e já tinha conquistado o terceiro lugar na última etapa em New Orleans, chegou marretando legal no corrimão conseguindo um back-to-back no Nine Club com um Halfcab Nosegrind Revert e um Fullcab Backside Tailslide to Fakie que você confere no vídeo abaixo.


 

Já na inédita disputa entre as mulheres, além das duas brasileiras Letícia Bufoni e Pâmela Rosa, competiram também Lacey Baker, Samaria Brevard, Marisa Dal Santo, Alexis Sablone, Alana Smith e Vanessa Torres

womens_top_3_slider

Mas quem entrou para a história da SLS conquistando o título de primeira campeã da Street League foi a brasileira Letícia Bufoni que mostrou muita técnica e sangue nos zóio em suas manobras como você pode ver no vídeo abaixo.

Diferentemente dos nossos governantes, esses atletas nos motivam e dão orgulho de sermos brasileiros!